PortugueseEnglishSpanish
Loja Hm Rubber

Impermeabilização de silos e a corrosão microbiana

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

A armazenagem de grãos e sementes no agronegócio é realizada através de silos horizontais – atrativos em razão do baixo custo de confecção. Porém, caso a vedação e a impermeabilização de silos não sejam feitas de modo adequado, este local pode desencadear a corrosão microbiana e degradação do grão.

O silo não é um ambiente fechado (hermético), ou seja, apesar de um silo ser bem vedado durante o armazenamento. A presença de oxigênio e umidade desencadeia a proliferação de microrganismos indesejáveis presentes na massa, como a levedura, fungos e bactérias aeróbicas.

Nas regiões periféricas do silo, os grãos apresentam grande exposição devido a alta troca gasosa que existe com o ambiente, o que torna suscetíveis a deterioração e perdas.

 

Segundo Videla, a biodeterioração de materiais pode ser definida como “uma mudança indesejável nas propriedades de um material por atividade vital de microrganismos”, sendo esta uma definição de corrosão microbiológica.

A denominação Fouling (acumulação) é formação de depósitos, processo eletroquímico de dissolução metálica iniciado ou acelerado por microrganismos, sobre a superfície de equipamentos ou estruturas. Estes depósitos têm como efeito negativo a diminuição da vida útil e eficiência dos equipamentos.

Chapéu de silo com ação de corrosão bacteriana.

Já o Biofouling resulta no acúmulo de biofilmes, constituídos por células imobilizadas sobre o substrato, contém partículas orgânicas e inorgânicas precipitadas – formação rápida e com aderência firme em superfícies. 

A formação pode acontecer em superfícies metálicas ou não, lisas ou fissuradas.

Este processo biológico quando em contato sobre o metal, modifica a superfície formando e forma a corrosão na presença de água e nutrientes.

Chapéu de silo com presença de Fouling.

Um bom revestimento para vedação torna a impermeabilização de silos muito eficiente afim de evitar a formação do Biofouling. Consequentemente, ao revestir o metal com um produto de qualidade,  a corrosão bacteriana é bloqueada e a interface metal/biofilme não acontece – aumentando a vida útil da superfície e dos equipamentos.     

Chapéu de silo com grãos acumulados.

A HM Rubber, parceira no desenvolvimento de produtos para o Agronegócio, apresenta uma linha completa de revestimentos para proteger e impermeabilizar a superfície de silos, galpões e centrais de armazenagem. Produtos desenvolvidos a partir da tecnologia da borracha líquida modificada – apresentam alta elasticidade e flexibilidade, adesão a diversos tipos de substratos, resistência a raios UV com características anticorrosivas.

 

Referência: Videla, H. V., Biocorrosão, Biofouling e Biodeterioração de materiais, Editora Edgard Blucher LTDA, 1° Edição, 2003. | Bernardes T. F., Estratégia de vedação de silos – Efeito sobre o desempenho animal, USP ESALQ, AgriPoint, Fevereiro, 2015.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Deixe o seu comentário!